Colágeno vegano existe? descubra agora.

| |

Um dos trend topics é sobre a existência de um tipo de colágeno vegano, mas logo de cara vamos te dizer: NÃO, não existe colágeno vegano.

O Colágeno é uma proteína encontrada apenas em tecido animal. No entanto, nosso corpo produz colágeno! E na natureza, em vegetais, podemos encontrar  vitaminas e aminoácidos que estimulem essa produção de colágeno.

Para que o corpo mantenha sua produção de forma eficiente, devemos nos atentar ao que ofertamos de alimentação e suplementação, buscando sempre nutrientes que colaborem com a produção endógena.

Colágeno: o que é?

O colágeno é uma proteína facilmente encontrada em nosso corpo em tecidos como pele, ossos, cartilagens, tendões, olhos, veias. É formada naturalmente pelo nosso organismo e é responsável pela sustentação e firmeza, uma vez que é sua função já que estamos falando de uma proteína é estrutural.

Ao decorrer do processo natural de envelhecimento a composição do corpo vai alterando e junto com ela as variações estéticas, que para muitos podem ser incomodas.

A pele passa a um declínio de colágeno e como consequência começam surgir sinais como: flacidez, rugas, estrias, enfraquecimento de cabelos e unhas, celulites, fragilidade articular, que geralmente são mais incomodas no público feminino e podem indicar declínio de colágeno ou/e deficiência de nutrientes.

As bases cientificas apontam declínio de 1% ao ano de colágeno ao a partir dos 25 a 30 anos, podendo atingir mais 2% no período da pós-menopausa, sendo esse um dos maiores marcadores de envelhecimento dérmico.

 Quais os tipos de colágeno?

O colágeno encontrado em nosso corpo é classificado em mais de vinte e cinco tipos, sendo cinco
os mais comuns:

Tipo I: Mais encontrado em derme, tendões, ossos e dentes;
Tipo II: Encontrado em cartilagens e hialina, discos intervertebrais e nos olhos;
Tipo III: Encontrado na artéria aorta, pulmão, músculos de intestino, útero e fígado;
Tipo IV: Encontrado em membrana basal, rins e olhos;
Tipo V: Encontrado em ossos, tendões, placenta e sangue.

escrevemos um post com todos os tipos de colágeno e quando usar cada um deles, confira e fique bem inteirado!

 colágeno vegano, EXISTE?

Não! O Colágeno é uma proteína encontrada apenas em tecido animal. No entanto, nosso corpo produz colágeno! E na natureza, em vegetais, podemos encontrar vitaminas e aminoácidos que estimulem essa produção de colágeno.

Para que o corpo mantenha sua produção de forma eficiente, devemos nos atentar ao que ofertamos de alimentação e suplementação, buscando sempre nutrientes que colaborem com a produção endógena.

Mas, quais são esses nutrientes?

Aminoácidos: Glicina, prolina, lisina, treonina e arginina
Ácido ortosílicico (silício)
Vitamina A, B7, C e E
Zinco

Mas se meu corpo produz, não preciso suplementar, certo?

Errado! Vamos refletir um pouco… Acima vimos que o colágeno tem função estrutural e que com o passar dos anos nosso corpo vai perdendo a capacidade de produção, diminuindo… Isso vai refletir não só na estética, mas na saúde de forma geral:

Se o nosso corpo é capaz de produzir colágeno naturalmente, por que devemos suplementar com colágeno de origem animal ou com seus precursores e cofatores? Essa necessidade se dá por alguns motivos específicos. Confira alguns deles:

Diminuição da firmeza e elasticidade da pele;
Diminuição da flexibilidade;
Fraqueza muscular;
Desgastes nas articulações

Os nutrientes e funções para produção e a saúde do colágeno:

1- Aminoácidos: Principais aminoácidos que fazem parte da produção endógena de colágeno.

• Glicina: Aminoácido não essencial encontrado na composição do colágeno (cerca de 30%). Está ligada à firmeza e saúde da pele, sendo essencial para prevenção do envelhecimento precoce.

• Prolina: Aminoácido não essencial, atuante na formação do colágeno, é importante para saúde de veias, articulações e tendões. Além de ser importante para a cicatrização e para saúde de unhas e cabelos.

• Lisina: Aminoácido essencial, importante para imunidade, melhora a síntese de fibroblastos que consequentemente retarda as sequelas do envelhecimento.

• Arginina: Aminoácido semi-essencial, participa de diversos processos fisiológicos, possui ação importante como substrato de síntese proteica, proliferação celular, neurotransmissão, imunidade e processos de cicatrização, cmo precursora de prolina, possui importância na
síntese de colágeno.

• Treonina: Aminoácido essencial, participa de muitas funções que envolvem a glicina, tem grande importância na síntese de enzimas digestivas e proteínas do sistema imune, para o crescimento muscular e para formação de colágeno e elastina.

2- Ácido Hialurônico:

Produzido de forma endógena (pelo próprio corpo), encontrado na pele. Com o passar do tempo, observa-se uma diminuição na produção, modificando assim a hidratação, elasticidade e sustentação, deixando a pele com um aspecto mais envelhecido. Apesar de recente sua utilização via suplementação oral, estudos apontam que o Ah possibilita melhora na hidratação e elasticidade da pele, minimizando aspectos do envelhecimento.

3- Ácido Ortosilícico:

É uma forma solúvel do silício, está presente em vários tecidos do corpo humano e apresenta uma série de benefícios: fundamental para síntese eficiente de colágeno, permite maior turgidez da pele, neutraliza radicais livres, apresenta resultados positivos nas unhas e cabelos frágeis e quebradiços, auxilia na firmeza e elasticidade da pele, cicatrização de feridas e etc.

4- Astaxantina:

É um carotenoide produzido no primeiro nível trófico de ecossistemas marinhos, principalmente microalgas (e.g. Heamatococcus pluvialis – fitoplâncton), com efeito antioxidante, possui diversos efeitos benéficos a saúde: reduz o risco de desenvolvimento em algumas doenças
crônicas degenerativas.

Auxilia na renovação celular, ajudando a pele contra os danos do meio externo e funcionando como anti-inflamatório, adjuvante em doenças inflamatórias crônicas, auxiliar na melhora da fadiga muscular, coadjuvante em doenças cardiovasculares, neurodegenerativas e oculares, rejuvenescimento antioxidante (protetor contra radicais livres e atenuante de rugas).

5- Betacaroteno:

É um tipo de carotenoide precursor de vitamina A. Possui ação antioxidante. Sua associação com vitamina E é interessante, potencializando sua ação.

6- Licopeno:

É um carotenoide não sintetizado pelo organismo e tendo sua maior obtenção através da dieta e sua principal fonte é o tomate. O licopeno apresenta a função aumentar a expressão de enzimas antioxidantes, ou seja, a capacidade de estimular que as células produzam enzimas que ajudam na proteção contra as ROS (Espécies reativas de oxigênio) e os danos oxidativos.

7- Vitaminas:

Vitamina A: Suas funções estão relacionadas com visão, desenvolvimento ósseo e dentário, manutenção e integridade do tecido epitelial, proteção da pele, cicatrização, ação antioxidante, além de possíveis efeitos anticâncer.

Vitamina C: Antioxidante e fundamental na síntese do colágeno.

Vitamina E: Anti-inflamatória e antioxidante lipossolúvel encontrado nas membranas, sua forma ativa é o d-a-tocoferol, que tem o papel de reduzir os radicais livres.

Biotina (b7): Atua como coezima para carboxilases, que auxiliam em várias reações metabólica. Além de ser importante para saúde e manutenção de pele e cabelos.

8- Zinco:

Necessário para atividade de diversas enzimas e atua em diversas atividades no corpo humano: cicatrização, combate a radicais livres, síntese proteica, imunidade, atividade cerebral, entre outras.

Colágeno para todos, independentemente da opção de dieta

Com todas essas dicas sobre a produção de colágeno no nosso corpo, aqueles que optam pela dieta vegana ou vegetariana ganham mais conhecimento para cuidados redobrados com a pele, cabelos, unhas e articulações.

 

As informações aqui contidas são destinadas ao publico de forma geral, em forma de informativo e de forma alguma substitui recomendação de nutricionista ou médico. Inclusive, gostaríamos de reforçar o aconselhamento destes profissionais para resultados ainda melhores.

Especializada em colágeno e crescimento de cabelo, a Biocorps te traz dicas e informações para momentos incríveis de bem-estar e autocuidado!
Equipe Biocorps
Últimos posts por Equipe Biocorps (exibir todos)
Anterior

Qual o melhor colágeno e qual o mais indicado para cada necessidade?

Vale a pena suplementar ácido hialurônico (AH)?

Próximo

Deixe um comentário